Contato

Clique aqui para contribuições ao nosso conteúdo e quaisquer dúvidas ou informações mais detalhadas.

40 respostas a Contato

  1. Carlos Henrique de Toledo Magalhães disse:

    Luiz Obrigado pelas dicas, A esposa de Joaquim Ribeiro de Souza Magalhães chama-se Joaquina Ribeiro de Magalhães ?

  2. Franklin Martins - Franklin XP disse:

    Luiz, curso faculdade de História na UNIVAS e quero trabalhar com a Festa de Santa Rita (1950-1970) e gostaria de saber se você tem algumas fontes sobre este recorte temporal.
    Desde já agradeço a atenção
    Franklin

    • Neco Torquato Villela Neco Torquato Villela disse:

      Olá Franklin, tenho um catalogo da festa de 1957. Se te interessar, posso tirar uma cópia para você.

      Inté!

      • Mi disse:

        olá, faço Curso de historia da Univas, Poderia me fornecer esses fontes também? se Tiverem. por email ou irei buscar .

        Agradeço desde já

        • Neco Torquato Villela Neco Torquato Villela disse:

          Olá Mi,

          Tive problemas no meu email, por isso demorei a responder.

          Minhas fontes estão em todos os artigos que escrevo. Se precisar de mais alguma ajuda, gentileza informar.

          Até!

  3. Franklin disse:

    o louco… lógico que quero sim… Eu vou trabalhar com História Oral e preciso de fontes escritas, impressas também…
    como que eu faço pra pegar esse catálogo contigo?
    abraço

  4. Edna Hypolito disse:

    Oi,Neco Torquato.
    Estou pesquizando sobre minha familia ,e achei um antecedente meu nascido em
    Santa Ana da Sapucahy.
    Voçe sabe aonde acho o livro de batismo de Santa Ana ,anterior a 1790?
    O nome dele era Manuel Nascimento de Jesus ,filho de Antonio Gomes de Freita Guimaraes e de Dona Maria Rosa Rodrigues( ou tambem Rodrigues Machado)
    Grata por qualqeur infornação
    Edna

    • Neco Torquato Villela Neco Torquato Villela disse:

      Olá Edna,

      Os livros de Silvianópolis estão todos na matriz de lá. O atual pároco não da acesso aos mesmos.
      Mas os Mormons microfilmaram todos os livros de Silvianópolis e colocaram todo material na internet. Se vc precisar consultar, acesse http://www.familysearch.org/, lá vc consegue ver os livro. Batismos de Silvianópolis tem a partir de 1766.
      Inté!

  5. Carlos Henrique de Toledo Magalhães disse:

    Luiz, bom dia ! Custódio Ribeiro Magalhães da fazenda do Balaio era filho de Joaquim Ribeiro de Magalhães e Ana Vitória Ribeiro ?

    • Neco Torquato Villela Neco Torquato Villela disse:

      Olá Carlos Henrique,

      Que eu tenho aqui, dos filhos do casal são somente:
      – Maria Joaquina de Magalhães cc Maximiano José Mendes;
      – Vitor Ribeiro de Magalhães cc Inácia Candida de Oliveira;
      – João Paulo Ribeiro de Magalhães cc Inácia Carnerio Santiago;
      – Joaquim Ribeiro de Magalhães cc Inês Mendes do Prado.

      Na minha base tenho dois Custódios Magalhães:
      1 – Custódio Arlindo Ribeiro de Magalhães, filho de Antonio Caetano Ribeiro de Magalhães e Francisca Ribeiro de São José, cc Rita Maria Ribeiro
      2 – Custódio Cândido Ribeiro de Magalhãe, filho de Antonio Candido Ribeiro Guimarães e Maria Umbelina Ribeiro, cc Maria Jorgina Ribeiro (filha de Custódio Arlindo acima).

      Inté!

      • Elaine Scarpa disse:

        Olá Neco,boa noite!!!
        Primeiramente parabéns pelo seu site!
        Estou procurando informações sobre a família de minha mãe que saiu de Santa Rita para Itamonte e o nome do avo Paterno dela era Antonio Cândido Ribeiro Guimarães e a avó era Maria Humbelina de Magalhaes , que era irmã gêmea de maria Da glória Avó materna de minha mãe (minhas bisavós eram gêmeas) seria possível serem o mesmo Antônio Cândido? Não consigo progredir na pesquisa pois minha mãe não se lembra do nome de seus Bisavós!
        Será que vc pode me ajudar?
        Abç!!!

        • Neco Torquato Villela Neco Torquato Villela disse:

          Olá Elaine,
          Que bom que gostou do site!
          O Antônio Candido que tenho aqui, casado com Maria Umbelina, é filho homônimo do pai, Antônico Candido Ribeiro Guimarães, e Francisca Ribeiro de São José.
          Te mando um arquivo completo com mais dados por email mais tarde.

          Inté!

  6. mauro pio almeida. disse:

    Olá Neco, boa tarde. Já tinha dado uma olhada por cima no seu ” Subsídios á Pesquisa Histórica “. Mas, hoje, dedicando um tempo maior, vi o quão é espetacular o seu trabalho.Parabéns. Sou de Estiva, mas residoem Pouso Alegre, desde 1987. Um grande abraço.

    • Neco Torquato Villela Neco Torquato Villela disse:

      Olá Mauro,

      Obrigado pela visita e pelos elogios! Fico feliz por ter gostado do trabalho! Se precisar de alguma ajuda com história, conte comigo.

      Abraços e inté!

      • Maria Honoria da Cunha disse:

        Sou de Santa Rita e minha familia é Gonçalves Teixeira.
        Meu bisavô se chamava Rafael Gonçalves Teixeira e se casou quatro vezes.A primeira se chamava Maria Joaquina das Neves, a segunda Maria Honoria de Jesus, a terceira Carlota Maria de Jesus e a última Maria Porcina de Jesus.Como se vê as mulheres eram filhas de Jesus e sem familias.Assim fica difícil descobrir os pais delas.Peço que me oriente onde procurar certidões de casamento,no cartório, na Igreja,em Santa Rita ou Natercia?

        • Neco Torquato Villela Neco Torquato Villela disse:

          Olá Maria Honoria,

          Tenho algumas informações sobre seu antepassado e, para não ficar um post muito grande, te passarei por email.

          Inté,
          Neco

      • Maria Honoria da Cunha disse:

        Sou de Santa Rita e minha familia é Gonçalves Teixeira.
        Meu bisavô se chamava Rafael Gonçalves Teixeira e se casou quatro vezes.A primeira se chamava Maria Joaquina das Neves, a segunda Maria Honoria de Jesus, a terceira Carlota Maria de Jesus e a última Maria Porcina de Jesus.Como se vê as mulheres eram filhas de Jesus e sem familias.Assim fica difícil descobrir os pais delas.Peço que me oriente onde procurar certidões de casamento,no cartório, na Igreja,em Santa Rita ou Natercia?

  7. MARIA APARECIDA LÚCIO MARIA disse:

    NECO TORQUATO,
    Eu sou bisneta de FRANCICA HONORATHA MENDES, QUE NASCEU EM AIURUOCA EM 14/04/1838 E DE JOAQUIM TORQUATO DE CARVALHO.
    ELES SE CASARAM EM 24/02/1879.
    ELES TIVERAM UM FILHO EM 1882 E QUE FICOU ÓRFÃO EM 1890, DEVIDO A UMA TRAGÉDIA ACONTECIDA COM SEUS PAIS NA FAZENDA DOS FRANCESES EM AIURUOCA. PARECE QUE MORRERAM JUNTOS, MENOS A CRIANÇA.
    SÓ QUE NÃO CONSIGO LOCALIZAR O FALECIMENTO DOS DOIS, E NEM O NASCIMENTO DO MEU BISAVô
    NÃO CONSIGO LOCALIZAR O NASCIMENTO DE MEU AVÔ QUE NASCEU EM 1882 E ERA NETO DO TENENTE ANTONIO MENDES DE CARVALHO E LEONISSA PULCHERIA VILLELA. NASCEU EM AIURUOCA E FALECEU EM PENÁPOLIS EM 16/08/1944.
    ESPERO QUE VOC~E LOCALIZE PARAMIM, ESSES DOIS ÓBITOS E ESSE NASCIMENTO.
    MUITO OBRIGADA.
    MARIA APARECIDA.
    VOC~E PODERIA MANDAR A RESPOSTA PARA O MEU EMAIL?
    marapluma@ig.com.br

  8. CARLOS HENRIQUE disse:

    Neco ! saberia dizer que eram os pais de Maria Umbelina de Magalhães casada com Antônio Candido Ribeiro de Guimarães . Grato Abc

  9. Luís Anderson Candeia disse:

    Prezado!
    Estamos em processo de estudo da descendência de Francisco Lemes de Oliveira, que foi grande proprietário de Terras no RS oriundo de SP ou MG e vem a ser antepassado de minha esposa, há um proprietário de na pag. 59 do livro de escrituras paroquiais do seu site com o memao nome , sendo o Sr. Francisco aqui do RS era casado com Dna.Maria Perpétua de Oliveira, gostaria de saber se pode ser a mesma pessoa, dizem os relatos que este Francisco era natural de MG ou interior de SP, há possibilidade de saber alguma informação sobre a data de nascimento ou local para que a família possa verificar mais esta ramificação!
    Caso estejamos falando da mesma pessoa ficarei a disposição para fornecer dados que venham a ajudar algum descendente ainda existente em MG ou SP!
    Grato!

    Luís Anderson Candeia

    • Neco Torquato Villela Neco Torquato Villela disse:

      Olá Luís Anderson,

      Creio não ser o mesmo Francisco, já que este o Francisco Lemes de Oliveira aqui de Sta Rita, faleceu aqui mesmo, em 1856. Porém, nada impede que seu Francisco seja um filho ou neto deste de Sta Rita.
      No Mapa de População de Sta Rita do Sapucaí, de 1838, temos as seguintes informações sobre Francisco:
      Nome Idade Cor Estado Civil Condição
      Francisco Lemes de Oliveira 55 branco Casado livre
      Maria Felizarda 38 branco Casado livre
      Merenciana 25 branco Solteiro livre
      João 17 branco Solteiro livre
      José 7 branco Solteiro livre
      Selindro 5 branco Solteiro livre
      Joaquim 4 branco Solteiro livre
      Justina 15 branco Solteiro livre
      Maria 3 branco Solteiro livre
      Delfina 1 branco Solteiro livre

      Nos livros de assento paroquiais de Sta Rita, temos:
      Batizados: em 8/10/1835, Maria, filha de Francisco Lemes de Oliveira e Maria Felizarda, branca, por padrinhos: Joaquim Ribeiro de Matos e sua mulher, Quitéria Maria da Luz.

      Casamento: em 29/fev/1848, de João Candido de Oliveira, 31 anos, filho de Francisco Lemes de Oliveira e Maria ???, com Maria Balbina, 19 anos, filha de José da Silva Braga e Antonia Maria de Siqueira, por testemunhas Miguel Pinto Ribeiro e Manoel Pereira dos Reis Melo.

      Óbitos:
      – em 15/3/1853, Joaquim, 20 anos, faleceu de febre, filho de Francisco Lemes de Oliveira e Maria do Rosário;
      – em 25/6/1856, Francisco Lemes de Oliveira, 60 anos, faleceu de febre, esposo de Maria Felizarda.

      Inté!

  10. JORGE BELARMINO DE SOUZA disse:

    Neco, sou decendente de Urias Belarmino de Souza, que foi primeiro prefeito de Garanésia MG e também de Mococa/SP. Procuro a origem do meu Bisavô tal como local de nascimento e nomes dos pais dele, pois na certidão de óbito dele não tem a filiação, uns dizem que é de Machado, outro, de Cabo verde, ou Botelhos, porém sem registros em todas as cidades. Você tem alguma informação a respeito desse meu bisavô que possa a me ajudar? Grato.

    • Neco Torquato Villela Neco Torquato Villela disse:

      Olá Jorge,

      Não tenho nenhuma informação sobre seu ascendente.

      Mas vi que no livro “E eles também cresceram e se multiplicaram”, de José Ribeiro do Valle, tem uma citação ao nome dele, dizendo que casou-se com Ozilia Soares de Moraes e estabeleceu-se em Guaranésia. Vc já consultou esse livro?

      Inté!

      • JORGE BELARMINO DE SOUZA disse:

        Oi Neco, muito grato pela informação, não eu não conheço esse livro, engraçado que não consigo achar a procedência (origem) dele. Tá difícil. Mas, valeu sua ajuda.

        Inté!

  11. JORGE BELARMINO DE SOUZA disse:

    Neco, por favor onde posso achar esse livro para comprar?

    Grato!
    JBS

  12. Neco, bom dia.

    Estou procurando mais informações sobre esse caso http://mottapaes.blogspot.com.br/2013/08/as-mulheres-dos-mendoncas-parte-ii.html

    Lucinda Maria foi sepultada em Santa Rita do Sapucaí em 1910 e a família de Joaquim Alves Fagundes Sobrinho é de Santa Rita (Natércia). entrei em contato com o fórum de Paraisópolis e eles não tem o processo criminal, você teria alguma ideia sobre onde mais procurar?

    Muio obrigada!

    • Neco Torquato Villela Neco Torquato Villela disse:

      Olá Mayara,

      Em primeiro lugar, admiro seu trabalho. Parabéns! Espero que continue essa obra maravilhosa sobre os Mota Paes.

      Não tenho informações relevantes, para você, sobre”A Fera”. Mas encontrei dois assentos nas minhas anotações, referente aos livros da Matriz de Santa Rita, que podem te ajudar:
      Batizado:
      18/3/1876 – Rita, com 68 dias, filha de Joaquim Alves Fagundes Sobrinho e Maria Lucinda de Jesus, padrinhos Antonio Alves Fagundes e Amélia Augusta de Noronha.

      Matrimônio:
      10/02/1915 – Artur Alves da Mota, com 30 anos, e Olímpia Maria de Jesus, com 18 anos. Ele filho de Joaquim Alves Fagundes e Maria Lucinda de Jesus, ela filha de Joaquim Inácio de Souza e Maria Joaquina de Jesus. Testemunhas: Norival Ribeiro Grilo e Francisco Ribeiro de Souza. Noivo de Cachoeira de Minas.

      Boa sorte e inté!

      • Tarcísio disse:

        Olá Neco,

        Que trabalho brilhante o do seu blog, fantástico!!

        Você saberia mais informações ou até o contato de algum descendente de Rita e Artur Alves da Mota?

        Pode ser neto ou até filho mesmo (facebook, email)

        Desde já obrigado!!

        • Neco Torquato Villela Neco Torquato Villela disse:

          Grato pela força!

          Por enquanto, não tenho nenhuma informação sobre os dois, além o batismo e o matrimônio registrado nos livro da matriz de Sta Rita.

          Até!

  13. Aparicio Goncalves disse:

    Ola Neco, estou tentando fazer uma conexao de meus antepassados que vieram de Natercia.
    Tenho varios documentos, mas me falta uma conexao.
    Voce poderia em ajudar?
    Grato,

    Aparicio

  14. Luciane Cunha Barbosa disse:

    Olá Neco, gostaria de saber alguma informação sobre os filhos de Agenor alves da Mota ( filho de Joaquim Alves da Mota e Maria Lucinda Tenorio) descobri que ele ficou vuivo e depois teve mais dois filhos Laurindo Alves da Mota e Maria Imaculada Alves da Mota,mas ambos sem registro de pai. Tenho somente uma carta.
    ( um deles é meu pai, o Laurindo) gostaria de saber se sabe algo dos filhos ou da genealogia dele.
    Obrigada Luciane 🙂

  15. MARIA SARAIVA disse:

    Olá Neco, tudo bem?
    Sou estudante de História pela Universidade Federal da Bahia, e no momento pesquiso a Conjuração Baiana de 1798, conhecida como A revolta dos alfaiates ou dos búzios. Especificamente, o objeto da pesquisa é Manoel Jozé Vilella de Carvalho, tesoureiro das adições reais durante o episódio referente à pesquisa. A documentação que estou lendo no momento são os Autos da Devassa da Conspiração dos Alfaiates, porém, só consta o depoimento dele e de dois escravos seus. Hoje, buscando pelo nome de Manoel, me deparei com seu site, e um comentário a respeito dele:
    Oi Neco,tudo bem?quero parabeniza-lo por suas pesquisas sobre o ramo mineiro dos Villelas,eu contratei uma pessoa da cidade de Mundo Novo,Bahia que vai fazer a Busca do Obito de meu tataravô materno José Camilo Villela,e em minhas pesquisas descobri o registro do Tenente-Coronel Manoel José Villela de Carvalho no ano de 1814,na cidade de São Francisco do Conde,Bahia,no Livro de Batismo de 1814 1825,obrigado e um abraço.
    Fiquei curiosa e gostaria de saber se você me disponibilizaria alguma informação ou documentação sobre esse notável Manoel José Villela de Carvalho. Desde já agradeço imensamente e parabéns pelo seu trabalho

    • Neco Torquato Villela Neco Torquato Villela disse:

      Olá Maria,
      Tive problemas no meu email, por isso demorei a responder.

      Infelizmente não tenho nenhuma informação sobre o Manoel Vilela em questão. Penso que a melhor alternativa é entrar em contato com quem escreveu este comentário, a fim de conseguir mais informações.

      Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *